Tudo o que você precisa saber sobre coloração capilar

04/02/2022

Comentários


Hoje, no blog da Amend, vamos falar sobre coloração capilar, seus tipos e o que acontece com os nossos fios quando utilizamos qualquer tratamento que altera a cor dos cabelos.

E para começar, você sabia que a tintura é dividida em dois tipos de agentes tinturadores? São eles os naturais e os sintéticos.

Os naturais estão presentes em plantas, como a camomila e a hena e podem ser extraídas do próprio arbusto. Com corantes naturais o dano ao cabelo é praticamente zero.

Já os sintéticos são classificados como temporários, com corantes diretos que são depositados sobre a cutícula e sem causar dano.

Também existem no mercado as opções de tintura semi-permanente, que possui corantes diretos que são absorvidos pelo cabelo chegando até a parte interna do córtex capilar e a permanente, que possui corantes que causam oxidação da melanina do cabelo e há a introdução de alguns agentes que reagem dentro da cutícula e córtex para formar a nova coloração.

Colorindo o cabelo com corantes

Os corantes temporários são altamente solúveis em água e reagem com a proteína presente na cutícula do cabelo, que é a queratina, e não se difunde à estrutura interna do cabelo. Ele fica temporariamente na estrutura externa do cabelo, que é a cutícula.

São encontrados no mercado em forma de shampoos, loções, gel e até condicionadores. Conseguem disfarçar cabelos brancos e podem dar até tons mais vibrantes como azul, violeta e rosa. Dão nuance aos cabelos mais escuros e pouquíssimo dano aos fios de cabelo.

Já os corantes semi temporários são corantes derivados de nitro compostos, principalmente de nitrobenzeno. Ou seja, com esse tipo de corante não é possível clarear o fio de cabelo pois não contém peróxido de hidrogênio, que é o agente clareador da melanina.

No entanto, pode-se escurecer até 3 tons da cor natural do cabelo. A duração se dá por lavagens e causa menores danos ao cabelo. São encontrados em shampoos, sprays e loções.

Os corantes permanentes são aqueles que são baseados em componentes misturados antes do uso, em meio oxidativo e pH alcalino, ou seja, formado por reações químicas que retiram a cor da melanina e ajudam na fixação do corante.

O que acontece no cabelo com a coloração permanente?

A mistura da coloração permanente aplicada se difunde dentro do cabelo, formando um composto colorido e uma alta massa molar. Por isso que ela tem tanta resistência à lavagem e é capaz de clarear os cabelos e ter uma fixação mais duradoura. 

A oxidação de substâncias e o acoplamento com os outros modificadores é o que permite essa maior alteração da coloração final do cabelo. Dá pra clarear tons de cabelo e conseguir tons acima da cor original daquele cabelo com esse tipo de tintura.

A Color Delicaté é a coloração permanente em creme vegana, sem Amônia, sem PPD (parafenilenodiamina), parabenos, glúten e óleo mineral da Amend e possui um blend de 12 óleos nutritivos que proporciona proteção contra o ressecamento, nutrição avançada e controle do frizz. São 22 tons para você escolher!

 

Por que a coloração permanente fica diferente em cada pessoa, ou em cada aplicação?

Como a cor é formada dentro do fio de cabelo e exige várias etapas, tudo isso faz muita diferença no processo, pois depende de fatores como composição, quantidade de produto aplicado, natureza dos produtos aplicados, condições do fio de cabelo, pH da mistura (água, tempo, temperatura), e até mesmo da quantidade de aplicações sucessivas.

E vale ressaltar que é muito importante cuidar do cabelo depois de realizar um processo de coloração permanente, para que eles fiquem saudáveis e com a cor brilhante.

A linha RLP System possui em sua fórmula o exclusivo Filler Rebonding System* que age nos fios reparando profundamente, diminuindo a quebra e deixando os cabelos 5x mais fortes. Experimente!

 

E aí, deu para entender mais sobre coloração capilar e seus cuidados? Então aproveite as dicas e adicione-as à sua rotina de cuidados capilares!

 

Veja também

Deixe o seu comentário!