A influência dos hormônios no crescimento do cabelo

17/01/2022

Comentários


Hoje no blog da Amend vamos falar sobre como os hormônios influenciam no crescimento dos cabelos. Mas, para que você entenda melhor isso, precisamos primeiramente entender como a comunicação de células funciona no nosso cabelo. 

Tudo começa com a composição primal com nossas células que vão criar nossos grandes corpos: endoderma, ectoderma e mesoderma, e esse complexo forma as células responsáveis pelo crescimento da nossa pele, unhas e cabelos!

Aqui é importante saber que o que afeta a inibição de produção de uma célula, afeta as demais também. Entenda mais a seguir sobre os hormônios humanos:

Hormônios humanos

Várias regiões do corpo humano produzem hormônios diferentes e eles se alteram ao longo da vida e impactam no ciclo de desenvolvimento, no crescimento e até no afinamento do cabelo. 

Existem alguns tipos de hormônios que afetam o folículo capilar e existem várias categorias de hormônios que afetam o crescimento capilar. Eles são chamados de reguladores endócrinos e estão divididos em cinco grandes categorias:

– Andrógenos

São hormônios esteróides produzidos em determinadas regiões do corpo. São produzidos em locais diferentes para homens e mulheres. 

Esse hormônio interfere em dois fatores que modificam o crescimento e o desenvolvimento do folículo piloso. Esses fatores influenciam as diferentes fases da vida da mulher, podendo causar até alopecia (condição em que ocorre uma repentina perda de cabelo do couro cabeludo ou de qualquer outra região do corpo).

Fica a dica: a Máscara Fortalecedora Força & Detox Amend possui uma fórmula multifuncional que hidrata, nutre, fortalece e deixa o fio mais resistente à quebra, estimulando o seu crescimento e reforçando a sua estrutura interna.

 

– Sexuais

Entre os hormônios sexuais, temos o estradiol e a progesterona – esta última é a que faz o equilíbrio da hidrotestosterona para a testosterona. Esse equilíbrio modifica completamente o ciclo de desenvolvimento do fio de cabelo.

 

– Tireoidianos, Melatonina e outros

Esses fazem parte do outro grupo de hormônios que também afetam o desenvolvimento do folículo pilar em todas as suas fases de desenvolvimento, entre eles estão a prolactina, tireoidianos, melatonina e outros – cortisol, galanina e ACTH. 

Ou seja: hormônios da gravidez, doenças como hipertireoidismo e hipotiroidismo, qualidade do sono e nível de estresse afetam a vida e a longevidade do fio de cabelo.

O impacto dos hormônios durante a vida da mulher

Ao longo da vida da mulher os hormônios têm ações diferentes, e tudo começa na puberdade – aqui, quem manda são os hormônios andrógenos que transformam os velos em fios finais, causando, por exemplo, o surgimento de pelos pubianos e nas axilas.

Depois, em todo período em que a mulher está em sua capacidade reprodutiva, há uma ação de três grupos de hormônios: andrógenos (que em excesso causam excesso de cabelos), hipertireose (que afeta dando alopecia areata) e hipotireoise (que causa alopecia difusa, com alargamento da risca do cabelo e perda difusa de fios de cabelo) e são causadas por desequilíbrio – falta ou excesso – dos hormônios tireoidianos.

Cabelos em queda? Aposte no Shampoo Energizante Antiqueda Amend. Ele é ideal para cabelos com raiz e fios enfraquecidos e auxilia na prevenção da queda. Possui ação energizante, revitaliza o cabelo, deixando-o mais forte, saudável e brilhante. Dermatologicamente testado.

Já no período da gestação, existem vários hormônios presentes e aumenta a produção de estrógeno, progesterona e prolactina. Aqui, o cabelo cresce com rapidez e tem um aumento no diâmetro dos fios, tanto na fase anágena e na telógena. No entanto, no puerpério – após o nascimento do bebê – acontece uma queda massiva na produção de estrógeno e progesterona – o que causa uma queda de fios, até a mulher entrar novamente no período reprodutivo e ter um novo ciclo de hormônios andrógenos em ação.

Na fase da menopausa há uma supressão na produção de estrógeno, o que causa um afinamento e queda constante de cabelo e hirsutismo facial – ou seja, muitos pelos na região do rosto.

Você está passando por alguma dessas fases? Espero que este post tenha te ajudado a entender mais como os hormônios afetam a qualidade e a condição do cabelo da mulher!

 

Quer entender também os tipos de problemas que se dão no nosso couro cabeludo e nos fios de cabelo e como tratá-los? Então leia este post.

 

Veja também

Deixe o seu comentário!